9 dicas para administrar conflitos organizacionais

Conflitos são normais no ambiente de trabalho, haja vista, que as pessoas possuem personalidades antagônicas entre si e, portanto, seus pensamentos são completamente diferentes uns dos outros. No entanto, existem alguns passos que nos auxiliam a administrar esses conflitos de forma inteligente, de modo a alcançarmos uma harmonia entre as pessoas

Pablo de Paula Bravin,

O trabalho em equipe é fundamental para qualquer empresa que deseja obter êxito perante o mercado. Mas, para que isso possa ocorrer é necessário construir um ambiente de trabalho que seja harmônico, fazendo com que as pessoas gozem de relacionamentos saudáveis.

As relações interpessoais precisam ser gerenciadas de forma eficiente e eficaz, haja vista, que elas são um dos pilares para o sucesso de qualquer empresa do mundo. Sendo assim, é necessário possuir inúmeras habilidades para lidar com os diferentes tipos de personalidade que as pessoas possuem.

Com base nesse problema, criei nove dicas para gerenciar eficazmente os conflitos organizacionais que surgem naturalmente nas empresas, confira:

1 – Dê importância ao seu semelhante: sabemos que ninguém é forte sozinho, sendo assim, é necessário valorar as pessoas, pois, as mesmas, possuem inúmeras qualidades que são fundamentais para o crescimento da empresa, ou seja, essas pessoas são à base da prosperidade da organização e, portanto, devem ser respeitadas e valorizadas.

2 – Saiba ouvir: a habilidade de ouvir atentamente o que o outro diz consiste na essência da excelência da comunicação, pois, a coisa mais óbvia do mundo é essa: os melhores comunicadores do mundo são, indubitavelmente, os melhores ouvintes. Sendo assim, valorize e busque compreender ao máximo o que o outro quer transmitir para você.

3 – Não ataque as pessoas, e sim o problema: nunca leve as coisas para o lado pessoal, pelo contrário, seja lúcido e volte seu intelecto para os problemas em questão. É interessante frisar que o conflito pessoal é sempre resultante de insatisfação constante para ambas as partes, comprometendo assim, a harmonia do ambiente e afetando grandiosamente a produtividade dos colaboradores.

4 – Seja humilde: em uma discussão, às vezes estamos certos, e às vezes errados, ou seja, devemos estar sempre dispostos a aceitar quando uma pessoa destrói nossas convicções e nos prova que sua ideia é a mais correta, ao fazer isso, crescemos grandiosamente, haja vista, que agregamos conhecimento.  O grande Albert Einstein costumava dizer que: “uma mente que se abre a uma nova ideia jamais volta ao seu tamanho original”. Sendo assim, sejamos sempre abertos a novas ideias.

5 – Seja empático: exercite a capacidade de tentar se colocar no lugar do outro, tentando entender seus problemas, pois assim, ficará mais fácil compreender os pensamentos alheios e consequentemente propor soluções inteligentes.

6 – Tenha argumentos inteligentes: ninguém vence o ser humano que sabe vender uma ideia (mesmo que essa ideia não seja tão boa), sendo assim, aumente sua capacidade de persuasão, para que seus argumentos sejam cortantes como uma espada afiada, fazendo com que os argumentos contrários sejam feitos em pedaços.

7 – Exercite a paciência: a paciência é um atributo fundamental para um relacionamento interpessoal saudável. Sendo assim, saiba relevar algumas coisas, de modo a preservar a harmonia da organização.

8 - Trabalhe sua aptidão social: aumente suas habilidades de relacionamento, buscando aceitar as personalidades que são diferentes das suas. Em outras palavras, saiba abnegar de seus desejos em prol do próximo, pois assim, você será reconhecido pelo grupo.

9 – Trate as pessoas com equidade: a justiça deve ser sempre a prioridade em qualquer tipo de relacionamento. Um bom exemplo de injustiça é quando temos duas pessoas na organização realizando a mesma função e percebe-se que uma está trabalhando mais do que a outra, ora, é totalmente desmotivador ter os mesmos benefícios de seu parceiro e mesmo assim ter que trabalhar mais do que ele. E os problemas não param por aí, pois, esse colaborador desmotivado irá desmotivar outros, pois, é aquele raciocínio da maçã podre, em que uma estraga todas as outras. Sendo assim, cabe à liderança evitar que esse problema ocorra.

Uma das maiores missões de qualquer administrador do mundo é saber lidar de forma inteligente com as pessoas, evitando que os desgastes afetem negativamente a produtividade da equipe. Indubitavelmente, é necessário um conjunto de métodos eficientes e eficazes para que as pessoas preservem a harmonia no ambiente de trabalho, evitando possíveis conflitos que possam vir a ocorrer pelo fato das dificuldades que as pessoas possuem em relacionar-se umas com as outras.

Imagem: iStock
URL da notícia: http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/9-dicas-para-administrar-conflitos-organizacionais/72009/