Holding familiar

Pensar sobre a sucessão na administração societária é algo cada vez mais necessário, pois uma sucessão não planejada pode colocar em risco o funcionamento do negócio. Como uma forma de proteção contra  algo inesperado, foram criadas as holdings, que são sociedades formadas  com o objetivo de exercer sua participação em outras pessoas jurídicas, de forma exclusiva ou não.

As  holdings podem ser puras, que são as que se dedicam apenas ao controle e distribuição dos valores provenientes das sociedades  que a holding administra. Ou podem ser mistas, que se dedicam às atividades empresariais em si, como prestação de serviços, produção de bens etc.

Logo, a formação de uma holding familiar é uma forma inteligente de preservar no comando do negócio  o sucessor que foi preparado para isso, sem esquecer de conservar voz e direitos dos demais herdeiros que não tem conexão direta com o empreendimento familiar.

Para maiores informações, a CDL Pelotas coloca seu departamento jurídico à disposição dos associados, onde será possível conhecer detalhes sobre o tema.

Raquel Vianna
Advogada Especialista em Direito de Família e Sucessões 
Guterres, Passos, Almeida & Maragalhoni
Advocacia Empresarial