Consumidores preferem ser atendidos por pessoas

A principal dificuldade na implementação da tecnologia em atendimento é a exigência do público de tratar com humanos. Segundo pesquisa do IDC e da LogMeIn, 89% dos consumidores não abrem mão do atendimento humano, mesmo a maior agilidade do atendimento automatizado.

Além disso, a maioria dos consultados afirmam ser importante uma boa comunicação para uma resolução ágil dos problemas. Apesar de 30% das empresas afirmarem que a redução de custos com a automatização de alguma parte do atendimento ser mais importante do que a satisfação do cliente, 67% dos consumidores entrevistados acreditam que satisfação ao longo de todo processo de relacionamento com a empresa é mais importante do que o preço do produto.

No pós-venda, um terço dos consultados afirma que a equipe de suporte leva muito tempo para resolver os entraves e 24% dizem que os problemas nunca são resolvidos. E fica o alerta: destes, quase 60% de insatisfeitos com o serviço que recebem depois de comprarem os produtos, a maioria se disse disposta a compartilhar experiências ruins com outras pessoas.

URL da notícia:http://www.cdlpoa.com.br/2018/01/10/consumidores-preferem-ser-atendidos-por-pessoas/