10 dicas para integrar e motivar empregados das gerações Y e Z

Saiba como aproveitar ao máximo as habilidades e os conhecimentos dos jovens talentos para melhorar o desempenho da sua empresa e não perdê-los para a concorrência

Por Maria Isabel Moreira

As gerações Y e Z representam 59% da população mundial e, em 2020, devem responder por 60% da força de trabalho, segundo estudo do Bank of America Merrill Lynch. Estima-se que em 2025 já serão 75% dos trabalhadores em todo o mundo.

Os millennials, ou geração Y, nasceram a partir do começo da década de 1980 e viram o avanço tecnológico dar os primeiros passos.

Quando os centennials, ou geração Z, começaram a chegar ao mundo, a partir da metade da década de 1990, a tecnologia já era dominante.

Como nasceram e cresceram em contextos bem diferentes, esses profissionais não se enquadram no modelo corporativo tradicional. Eles têm novos anseios e ambições, querem maior liberdade e são mais abertos a novidades. Sua empresa ainda não sabe como trabalhar com eles?  Confira alguns conselhos da Entrepreneur em Espanhol para adaptar seu modelo de gestão e tirar o máximo dos novos talentos.

Invista nos benefícios
Rigidez de horário não combina com as novas gerações. Estabeleça um esquema de horários flexíveis, permitindo que organizem o tempo para realizar suas tarefas e cuidar de seus interesses pessoais.  Melhor ainda se o horário flexível for combinado com home office uma vez por semana.

Essa liberdade de controlar os horários transmite confiança aos jovens trabalhadores e isso é um motor de motivação. A lista de benefícios pode incluir promoções, descontos em viagens e intercâmbios atrelados ao cumprimento de metas. Promover happy hours de vez em quando também ajuda a integrá-los aos demais membros da equipe.

Proponha desafios
Mais do que as gerações anteriores, millennials e centennials precisam de desafios. Então, em vez pedir que executem tarefas banais, delegue para eles a execução de trabalhos importantes.  É a melhor maneira de permitir que desenvolvam suas capacidades e sintam que fazem a diferença.

Use seus conhecimentos
As novas gerações dominam muito bem as ferramentas digitais e sabem explorar como ninguém os seus recursos. Portanto, aproveite esse conhecimento em favor da sua empresa. Vai desenvolver uma nova estratégia digital? Convide-os a participar desse processo. Um desses colaboradores pode até virar um gerente de comunidade.

Defina bem as metas
Um chefe que estabelece metas inatingíveis, pouco tangíveis ou que não oferece as ferramentas indispensáveis para que sejam atingidas desmotiva qualquer trabalhador, ainda mais os representantes das novas gerações. É importante que cada colaborador saiba qual é seu papel na empresa e tenha claramente definidos os objetivos que tem de atingir para que possa desenvolver o trabalho.

Prefira ser um guia
Jovens dão valor a conselhos sim, principalmente se partirem de pessoas que veem como exemplos. Em vez de assumir a posição de chefe distante, abra espaço para o diálogo. Permita que seus colaboradores falem de suas inquietudes, façam sugestões ou comentem sobre o desenvolvimento do trabalho.

Deixe a criatividade à solta
Os ambientes de trabalho modernos precisam ser abertos à criatividade.  Ou seja, deixe que seus colaboradores soltem a imaginação e façam propostas para que se sintam mais identificados com os objetivos da empresa e dê atenção às suas sugestões. Também não é uma boa política impedir que usem redes sociais durante o trabalho.

Apoio ao empreendedorismo
Estimule a capacidade empreendedora das novas gerações, seja para criar seus próprios negócios, seja para melhorar a capacidade do trabalho que executam. Isso implica oferecer todas as ferramentas que necessitam para cumprir suas metas.

Estimule o trabalho em equipe
A maioria das pessoas em começo de carreira precisa ser treinada a trabalhar em equipe. Para que esse processo seja ainda mais enriquecedor, forme grupos de trabalho com colaboradores de idades, áreas e estilos diferentes.

Cuida da capacitação
Treinamento constante é motivador para qualquer funcionário, mas para os empregados das gerações Y e Z a necessidade de atualização contínua é uma reivindicação ainda mais crítica. Assim, inscreva-os em cursos e treinamentos que sejam importantes para seu desenvolvimento profissional e para a execução de suas funções. Lembre-se sempre de que treinamento não é gasto, é investimento.

Transforme-os em clientes
Use seu capital humano para avaliar se a empresa é atraente e se seus produtos e serviços têm o apelo necessário para conquistá-los, transformando o espaço de trabalho também em espaço de consumo. Use as informações obtidas para melhorar suas práticas e produtos.

Imagem: Saiba como evitar conflitos geracionais e crie um ambiente de trabalho cooperativo (Foto: Pexels)
URL da notícia: https://revistapegn.globo.com/Administracao-de-empresas/noticia/2018/08/10-dicas-para-integrar-e-motivar-empregados-das-geracoes-y-e-z.html